Cultura Exposição Saúde & Bem Estar

A essência do Ikebana expressa sentimentos, desejos e espiritualidade

Foto: Luci Judice Yizima

Você acha que Ikebana é só um jarro com flores? Está enganado. É muito mais que isso. Há muita espiritualidade, muitos sentimentos, desejos através do Ikebana. A começar pela interpretação da palavra Ike (expressar), Hana (flor), esse é o mais puro significado da palavra ikebana. A professora e ex-presidente da Associação de Arte Floral Kado Iemoto Ikenobo Nambei – Shibu, Tyoko Hayasi Shimano explica melhor essa arte milenar japonesa. A Escola Ikenobo é a mais antiga do Japão, fundada por budistas na Idade Média. No Brasil existem 4 escolas Ikenobo, 3 em São Paulo e 1 no estado do Paraná.

 

Foto: Luci Judice Yizima

 

 

Foto: Luci Judice Yizima

 

 

Em visita a associação na Avenida Liberdade, tudo inspira arte, na aula de Ikebana a sensei (professora) Tyoko com as mãos de fada começa a separar as flores, os galhos, fala sobre os tipos e estilos de ikebana, e os materiais para a sua construção. “Primeiro quero dizer que Sen’ei Ikenobo é o 45º Grão Mestre que desenvolve o Ikebana tradicional e criativo. O Ikebana é uma atividade que agrega e desenvolve o senso criativo, harmoniza as cores, traços e a sensibilidade. Purifica os sentimentos através do trabalho”, explica.

 

Foto: Luci Judice Yizima

 

Foto: Luci Judice Yizima

 

“Vamos falar dos materiais que sustentam o ikebana como, kenzan (base de ferro com pontas lembra um ouriço), kakí (vaso), Koishí (pedrinhas), Mizu (água), alicates, arames, tesoura, palitos de bambu, fita adesiva colorida e barbantes coloridos. Existem 3 tipos e ikebanas; Rikka, Shoka e Jiuka. Dentro desses tipos tem os estilos Rikka Shofutai o mais clássico e mais tradicional, Rikka Shimputai esse estilo foi criado e desenvolvido pelo Grão Mestre Sen‘ei Ikenobo. Tem o estilo Shoka Shofutai tradicional e clássico, e Shoka Shinputai moderno diferente em vários galhos e flores moldados de forma diferentes do clássico. Também tem o estilo Jiuka mais moderno, adaptado para casas de ocidentais, é mais usual em ambientes residenciais e ambientes espaçosos. Pois tem vários formatos, e é a maneira abstrata de tratar os elementos (os vegetais)”, destaca sensei.

 

Foto: Luci Judice Yizima

 

 

Foto: Luci Judice Yizima

 

A presidente da entidade, Sumiko Abe enfatiza que, “no Ikebana o importante é a profundidade, lapidar a si mesmo, e sempre ter o coração puro, sem o ego”. Segundo ela, as mudanças nos costumes e ambientes através dos séculos refletem-se na evolução dos estilos de Ikebana do Ikenobo. A cada ano surgem novos desafios para o Ikebana, para expressar o espírito da época. “O Ikebana Ikenobo exprime tanto beleza intrínseca das flores, como também a busca contínua do ideal do belo de nossos corações. O espírito do Ikenobo tem-se espalhado não só no Japão, mas no mundo inteiro”, finaliza sensei Abe.

 

Foto: Luci Judice Yizima

 

Na comunidade japonesa no Brasil há várias escolas de ikebana. Mas essa arte não se restringe apenas aos nikkeis, sendo aberta também para quem não tem descendência japonesa. Para quem tiver interesse em conhecer essa arte tão milenar e tão bela como a simplicidade reprodutiva das flores, do contorno dos galhos que a planta apresenta na natureza, confira o endereço abaixo.

 

 

 

Serviço

Associação de Arte Floral Kado Iemoto Ikenobo Nambei – Shibu

Avenida Liberdade, 486 – Sala 1210, 12º Andar – Liberdade – São Paulo – SP

Quando: Quarta-feira das 13h às 16h

Quinta-feira das 10h às 14h

Sexta-feira das 13h às 16h

Tel. (11) 3207-4876

MASSAGEM ASIÁTICA

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

Arena Radical

MASSAGEM ASIÁTICA

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

Arena Radical

%d blogueiros gostam disto: