Comportamento Cultura Perfil

Celina Yamao lança livro “Simples Nacional – Como Instrumento para o Cumprimento da Função Social Empresarial”

A contadora nikkei Celina Yamao lançará o livro “Simples Nacional – Como Instrumento para o Cumprimento da Função Social Empresarial”, no dia 25 de setembro, das 18h30 às 21h30, no Nikkey Palace Hotel, na Liberdade em São Paulo. A obra é fruto de uma dissertação de mestrado da autora, concluída em junho de 2010, revisada e atualizada para o ano de 2017, que procura mostrar como o sistema simplificado, conhecido por Simples Nacional, pode permitir que empresas de qualquer porte possam cumprir com um preceito fundamental, que é a função social da empresa, porque uma coisa é a empresa objetivar o lucro, mas ela deve também contribuir com sua parcela de responsabilidade em relação à sociedade onde está inserida.

O livro busca em consistente pesquisa, demostrar a diferenciação de tributos, com relação aos pequenos e médios empresários, favorece não apenas a inclusão de sse profissional na legalidade, já que via o Simples Nacional, o estimulo que faltava para tal. A autora  vai muito além da discussão do temapuramente dito e, usando de diversas fontes, com robusta fundamentação teórica, incluindo matérias correlatas. A autora demostra que é possível combater a corrupção e a sonegação a partir da adoção do Simples Nacional, já que o mesmo torna possível ao pequeno empresário, o pagamento de tributos de forma justa e compatível com sua produtividade e lucratividade.

 

Conheça um pouco de Celina Yamao, confira a entrevista:

Portal Oriente-se: Fale um pouco sobre você,  nome completo? idade? Natural de onde? Qual sua profissão? Formação acadêmica? É descendente de qual província japonesa? Faz parte de algum grupo, Kenjikai?

Celina Yamao

Celina Yamao: Você pode vai não acreditar, mas meu nome completo é Celina Yamao, vou completar 39 anos no dia 23/09, sou de São Paulo, Capital, nasci no bairro do Paraíso, sempre vivi no bairro da Liberdade, onde temos nosso escritório de contabilidade (começou com meu pai, hoje trabalhamos juntos), mas minha casa fica próximo de Interlagos, na zona Sul da Capital paulista. Eu sou contadora, advogada e professora universitária. Sou formada em Ciências Contábeis e Direito, fiz uma especialização em Direito Tributário, um mestrado em Direito Regulatório e Responsabilidade Social Empresarial (tudo isso é o nome de 1 curso só) e terminei em setembro de 2016 meu doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais, cursado em Buenos Aires, na Argentina.

Sou sansei, neta de imigrantes de Fukuoka (parte de mãe) e Hiroshima (parte de pai).

Eu nunca fiz parte de kenjinkai, apesar de já ter ajudado nas atividades de alguns. Comecei minha relação com a cultura em casa, porque minha baatyan e jiityan (pais da minha mãe) vieram morar com a gente pouco depois que eu nasci. Ainda pequena comecei a estudar japonês numa escola que ficava na Cidade Dutra, depois estudei numa escola aqui da Liberdade, que esteve instalada na ACAL e hoje não existe mais. Eu fui da associação Showa, lá na região onde eu moro, onde conheci o karaoke. Foram muitos anos na comunidade, cantando. Aos 15 anos, na extinta associação Subaru, eu comecei a apresentar concursos de karaoke.

Também fiz kabuki por 10 anos, na Companhia Fujima Ryu, hoje sob o comando da Yoshinojo Fujima, que foi minha professora.

Hoje eu sou uma das apresentadoras do Festival do Japão e do Festival Kodomo-No-Sono.

 

Portal Oriente-se: Como surgiu a ideia de escrever o livro? Qual o assunto abordado no livro?

Celina Yamao: Vou responder essas 2 juntas. O título do livro é “Simples Nacional como instrumento para o cumprimento da função social empresarial”, que foi a minha dissertação de mestrado, concluído em junho de 2010. Publicar o trabalho, foi inicialmente uma sugestão do meu orientador, o professor e Dr. Marcus Vinicius Ribeiro, que indicou a editora pela qual ele tem publicações, mas nunca tive retorno. A ideia de publicar ficou engavetada, até que concluí meu doutorado e conheci, através de uma das minhas professoras do mestrado, a professora e Dra. Viviane Séllos-Knoerr, a editora Instituto Memória, especializada na publicação de trabalhos acadêmicos. Enviei os 2 trabalhos para análise e a dissertação recebeu aprovação do Conselho Editorial. Como diz o editor, não vale de nada nossa pesquisa, se for para ficar guardada na gaveta e o jeito de difundir o trabalho, é publicando.

 

Portal Oriente-se: É seu primeiro livro?

Celina Yamao: Sozinha, sim, mas já participei de algumas coletâneas de artigos jurídicos, o primeiro, organizado pela professora e Dra. Mara Darcanchy, e os outros organizados pela professora e Dra. Viviane Séllos-Knoerr.

 

Portal Oriente-se: Qual a expectativa do assunto abordado?

Celina Yamao: Hoje se fala em responsabilidade social empresarial, mas para as pequenas empresas isso sempre parece algo distante. O trabalho busca mostrar que as micro e pequenas empresas podem contribuir com a função social que uma empresa tem, além de objetivar lucro, dando algo em troca para a sociedade na qual está inserida, através de postos de trabalho ou da oportunidade do primeiro emprego para jovens da sua região. Um exemplo utilizado no livro é de uma empresa real, pequena, na qual só trabalhava o dono e uma funcionária, sempre estudante de ensino médio que buscava um primeiro emprego. Nessa empresa, a rotatividade era o período do término dos estudos secundários até, aproximadamente, o meio do curso universitário, quando as moças iam trabalhar na área que escolheram seguir seus estudos. Todas suas ex-funcionárias se tornaram universitárias e todas elas tiveram seu primeiro registro na carteira de trabalho, lá. A questão do Simples Nacional, um sistema menos oneroso de tributação existente em nosso país, permite que empresas desse tipo consigam sobreviver à carga tributária nacional e possam seguir com suas atividades e abrindo essas pequenas portas para outras pessoas.

 

Portal Oriente-se: Quantas páginas, quem escreveu o prefácio, será vendido nas livrarias?

Celina Yamao: O livro tem 154 páginas, foi prefaciado pelos professores doutores Viviane Coêlho de Séllos-Knoerr e Fernando Gustavo Knoerr, ambos doutores em Direito pela PUC/SP, advogados e professores do programa de mestrado do Unicuritiba, sendo que ela é a coordenadora do Mestrado em Direito Empresarial da universidade. Segue o prefacio do livro em anexo para você ver o carinho.

O livro não será vendido em livrarias, mas estará à venda no dia do lançamento e pelo site da editora, http://www.institutomemoria.com.br/detalhes.asp?id=392

Serviço

Lançamento do livro “Simples Nacional – Como Instrumento para o Cumprimento da Função Social Empresarial”

Onde: Nikkey Palace Hotel – Rua Galvão Bueno, 425 – Liberdade – São paulo – SP

Quando: 25 de setembro das 18h30 às 21h30

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ