Colunas Krônicas

KRÔNICAS: A contragosto, mas necessário

Konfrontos & Konflitos Nikkeis. (Divulgação)

Minha Nipônica (Krônica, neste Portal… rs) nasceu há mais de vinte anos com o intuito de associar ações cidadãs em mesmas situações do dia-a-dia no Japão e aqui, o que me levou a nominá-la dessa forma, na junção de Nippon com crônica.

Com o tempo foi tomando outro rumo, até porque essas situações paralelas foram quase que se esgotando, para se configurar como coluna crítica… “pro bem ou pro mal”… a quem “vestir a carapuça”… rs.

Ou seja, na origem, para ser algo leve, descontraído, por isso crônica, e na transformação à crítica, pelo aspecto construtivo. Ainda assim, com tanto tempo… e no Brasil, nada sai plenamente como idealizado.

Por isso, por algumas vezes não pude evitar abordagens sobre a violência urbana que vige no país, até porque faz parte do nosso cotidiano, mas de tão banal se tornou que só o fiz por me tocar diretamente.

Como o caso de um amigo nikkei violentamente assassinado diante da esposa e, anos depois, outro, diante da filha, em simples assaltos e sem nenhuma reação da parte deles. Como também do menino Ives Ota. E eu, próprio, me coloco nessa estatística, razão que me levou ao Japão na condição de decasségui, apesar de sem o padrão desses trabalhadores. Ao final gerou Sonhos Que De Cá Segui, mas isto é outra história.

Agora foi a vez de mais um amigo, que faleceu com sua família por vazamento de gás doméstico. Tão logo soube, pela irmã que mora no Japão, fui buscar o noticiário, mas de tão cedo, os nomes ainda não eram citados apesar de a suposição da causa, sim. Num ímpeto, respondi-lhe que se tratava de “coisas de Brasil” e me veio à mente escrever a respeito.

Com o passar dos dias, já constatado que tinha mais a ver com descaso de meu amigo em relação à não colocação da chaminé de exaustão do aquecedor pensei em não mais escrever.

Mas como descaso me parece algo inerente em nikkeis, ao menos é o meu caso (minha deusa que o diga), e nikkei é tema de minha palestra, Konfrontos & Konflitos Nikkeis… mesmo a contragosto, resolvi trazê-lo como alerta porque dependendo do nível a consequência pode ser mesmo trágica.

 

Próxima palestra: 1º FIB ABC, 4 de agosto

Silvio Sano

- Formado em arquitetura pela Univ. Mackenzie (1974), auge: ampliação do estádio Santa Cruz (Recife, 1981); conhece o Japão por quatro óticas (bolsista 1975, lua-de-mel 1980, Univ.Nagoya 1985/887 e decasségui 1989/1992); colunista e chargista desde 1996; escritor, com sete livros publicados (Kontos, Krônicas & Kanções foi o último); compõe versões em português de músicas japonesas (Youtube), mas também de outras línguas (Hallelujah=>HalleLULA, do inglês); cantor nas categorias Pop e Internacional e, palestrante (tema atual = conflitos nikkeis mesmo 110 anos depois);

- Vice-presidente do Conselho Deliberativo da ACA Mie Kenjin do Brasil, Assessor de Comunicação e Imprensa da UPK (União Paulista de Karaokê) e um dos adminiostradores dos sites Nikkeyweb e UPK. 

www.facebook.com/silvio.sano.7
twitter.com/silvio_sano
silvio.sano@yahoo.com

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ