CAPA Cultura Literatura Novidades

Maurício de Sousa participa do Festival do Japão com gostinho de “bis em 2020”

Maurício de Sousa participa do Festival do Japão com gostinho de “bis em 2020”. (Foto: Daniel Yonamine)

A magia dos quadrinhos está de cara nova e repaginada, a revista Turma da Mônica Geração 12, a primeira do selo Mangá MSP, foi o que apresentou o desenhista Maurício de Sousa aos visitantes no 22º Festival do Japão em São Paulo. Fãs de carteirinha lotaram a Arena do Palco Cultural para ver o pai da Turma da Mônica.

 

“É um dos projetos que estamos lançando nesse mês de julho no Brasil e que poderá ser lançado no mercado japonês futuramente”,diz Mauricio. (Foto: Arquivo Pessoal)

 

Confira a entrevista com Maurício de Sousa, o criador da Turma da Mônica:

 

Portal Oriente-se: Pela primeira vez a Turma da Mônica participou do Festival do Japão de São Paulo. Como foi participar da maior exibição da cultura japonesa fora do Japão? 

Maurício de Sousa: Eu tenho uma aproximação com o Japão não só sentimental, por minha amizade com Osamu Tezuka, mas também porque agora estamos com muitos planos para os próximos anos. Por isso, sempre participamos de alguma forma com esse Festival que nos traz um pouquinho da Terra do Sol Nascente para o Brasil.

 

Portal Oriente-se: Pode falar um pouco sobre o lançamento da revista Turma da Mônica Geração 12, a primeira do selo Mangá MSP? 

Maurício de Sousa: É um dos projetos que estamos lançando nesse mês de julho no Brasil e que poderá ser lançado no mercado japonês futuramente. Vimos que havia um vácuo no mercado brasileiro para leitores de mangá nessa idade. 12 anos é uma idade de transição e isso está representado na história que estamos lançando. A diferença das outras é que essa é mangá puro, como é produzido no Japão. Turma da Mônica Jovem classifiquei de mangá caboclo, mas Geração 12 vemos como uma adaptação total de nossos personagens ao estilo Osamu Tezuka.

 

Portal Oriente-se: Nos 100 anos da Imigração Japonesa no Brasil você criou os mascotes Tikara e Keiko. Você chegou a pensar em fazer quadrinhos com esses personagens? 

Maurício de Sousa: Fizemos uma edição especial com eles naquele momento, mas nada impede que voltemos a utilizá-los. Mesmo porque a aceitação foi muito boa.

 

Portal Oriente-se: Mauricio, você acredita que os quadrinhos perderam força com a febre dos mangás?

Maurício de Sousa: Ao contrário! Mangá é quadrinho. Então ajudou a termos mais leitores de quadrinhos. Tanto que quando lançamos a Turma da Mônica Jovem, com um pouco do estilo mangá, conseguimos ter a maior venda de uma revista de HQ brasileira de todos os tempos. Quanto mais quadrinhos publicarem mais leitores teremos.

 

Portal Oriente-se: Diante de um cenário com tantas tecnologias atraindo, impressionando e influenciando o público infantil, de onde vem tanta inspiração para a criação de novos personagens que servem para divertir e ensinar a criançada? Qual o segredo?

Maurício de Sousa: Não há segredo. Muito trabalho, planejamento e criatividade caminham juntos nessa conta. As tecnologias vieram para ajudar no diálogo nosso com os leitores.Agora temos um retorno imediato do que publicamos e isso serve para aprimorarmos nosso trabalho, conforme gosto e as expectativas do nosso público leitor.

 

Portal Oriente-se: Qual o critério para a criação de um personagem?

Maurício de Sousa:  Temos cerca de 440 personagens criados nesses anos. Apenas uns 60 são os mais utilizados nas historinhas. Então para se criar um novo, como foi o caso da Milena, que estreou em janeiro desse ano, é preciso muito estudo e que se acople ao mundo da turminha já existente. A Milena e sua família vieram da ideia de que, além de Pelezinho e Ronaldinho Gaúcho, que tiveram suas revistas próprias, faltava uma personagem negra com sua família dentro da turminha. Foram anos de estudo para ser esse sucesso junto aos nossos fãs.

 

Fãs de carteirinha lotaram a Arena do Palco Cultural para ver o pai da Turma da Mônica.(Foto: Arquivo Pessoal)

 

Portal Oriente-se: Mauricio, a influência da cultura japonesa na sua vida ficou ainda mais evidente com as criações dos personagens Tikara e Keiko,  e o lançamento da Turma da Mônica Jovem, em estilo mangá. A sua amizade com o Japão vai muito além dos quadrinhos, como quando recebeu a honraria “Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro com Roseta”, concedida pelo Imperador do Japão. Qual foi a sensação de ter o reconhecimento do governo japonês?

Maurício de Sousa: Agora que estamos com empresa aberta no Japão, a Mauricio de Sousa Productions Japan, posso dizer que nossa ligação aumentou e muito. O governo japonês já reconhecia nosso trabalho para difundir a amizade Brasil-Japão.

E o projeto que estamos desenvolvendo para a adaptação nas escolas de crianças brasileiras que vão com os pais morar no Japão, tem tido grande repercussão na mídia de lá e principalmente no governo japonês. São revistas com a Turma da Mônica distribuídas para a colônia brasileira no Japão, que ajudam na integração dessas crianças que vão para lá sem conhecer a língua e os costumes e não conseguem uma adaptação ao estilo de vida das crianças japonesas. O governo japonês gostou tanto que quer utilizar o mesmo processo de divulgação para crianças de outras etnias que migram para aquele país. 

 

Portal Oriente-se: Você acredita que os quadrinhos são estimulantes e influenciadores para o mundo literário?

Maurício de Sousa: Com certeza. Todos sabem que os quadrinhos estão alfabetizando milhões de crianças que depois migram também para a leitura de livros. Isso aconteceu comigo que fui alfabetizado aos 4 anos com leitura de quadrinhos. Anos mais tarde cheguei a ler um livro por dia. Hoje temos milhões de leitores de livros nossos também. Ano passado, com toda a crise, aumentamos nossas vendas de livros. Foram dois milhões e meio de livros vendidos. e quero aumentar ano a ano. Quem sabe vamos vender mais livros que gibis nesse futuro próximo.

 

Portal Oriente-se: Para finalizar, qual foi o sentimento de estar no Festival do Japão de São Paulo? Vai ter bis ano que vem?

Maurício de Sousa: Foi como visitar um pedacinho do Japão dentro do Brasil. Neste ano lançamos a série Geração 12. Ano que vem poderemos ter novidades! Claro que vamos participar.

 

Fique ligado vêm mais novidades da Turma mais querida do Brasil. Muitas peraltices e atividades com a Turma da Mônica em Tóquio 2020. Aguardem!

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ