Colunas Krônicas

KRÔNICAS: SINDROME DO CELULAR

Foto: Freepik

Quando me sentei à frente do computador, há pouco, tinha em mente escrever sobre o tema machismo, lá e cá. Isso porque, ontem à noite, em busca de uma música para minha esposa, acabei me dando com Kanpaku Sengen (Declaração “impositora”… rs), de um cantor muito popular no Japão, chamado Masashi Sada, e que para mim é a melhor… ou pior, mensagem de machismo feita por alguém muito badalado naquele país… machista. Tanto que foi o quarto disco mais vendido, em 1979, quando foi lançado. Decidi, pois, abordar o tema, nesta.
Mas daí o celular, que já tinha deixado ao lado, notificou-me da chegada de alguma mensagem. Aliás, já o tive ao meu lado no café da manhã. Se bem que, deixo claro, não sou tão dependente dele como está parecendo. Afinal, todas as noites, antes de dormir, o desligo e, às vezes, ainda esqueço de leva-lo comigo quando saio de casa… sem me desesperar por isso… rs.
E fui ver a mensagem. Era de um dos grupos Whatsapp de que faço parte. Nesse caso, de um que eu o criara a pedido de dois amigos de passado remoto para encontrarmos os demais da época. Até aí tudo bem, se não fosse por uma inesperada alteração do nome do grupo, porque imaginava só eu, administrador, poder fazê-lo.
Não sou entendido no assunto, mas ao ver quem o fizera, um amigo pacato, sem más intenções, achei que tivesse sido por alguma falha de configuração de minha parte. Foi. Não sabia que se não definisse quem seria o administrador estava dando essa condição a todos. Aprendi mais uma! Voltei-me ao computador para escrever a krônica. Novo sinal! Fui ver, né… rs. Isso ocorreu várias vezes antes mesmo de terminar meu primeiro parágrafo. Silenciei o notificador!!
Mas dentre as notificações uma trouxe a razão dessa mudança de tema. Mostrava, daí sim, a dependência extrema do celular a muitas pessoas. Na verdade, não era novidade para mim, mas nunca me induzira a escrever a respeito. Alguns amigos até já tinham me dito que “não conseguiriam viver” sem o celular! Pode?
Pode. Não deveria, mas já é até uma realidade. Taki inté yeu… de prova! Né, não?!

 

 

Silvio Sano

- Formado em arquitetura pela Univ. Mackenzie (1974); conhece o Japão por quatro óticas diferentes (bolsista 1975, lua-de-mel 1980, Univ.Nagoya 1985/887 e decasségui 1989/1992); escritor (sete livros, sendo Kontos, Krônicas & Kanções, o último); colunista e chargista desde 1996; jornalista (2012);
- Compõe versões em português de músicas estrangeiras, em especial da japonesa;
- um dos administradores dos sites UPK, Nikkeyweb e, agora, Portal Oriente-se.
- Palestrante (tema atual = Konflitos Nikkeis, mesmo mais de um século depois);
- Tem páginas no Facebook, Twitter e Instagram e canal no Youtube
- email: silvio.sano@yahoo.com

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Procurando Emprego??

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

Procurando Emprego??

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ