CAPA Krônicas

O Brasil correndo risco e a comunidade… passeando com o cachorro! (II)

A krônica anterior teve tão boa repercussão que resolvi retomá-la como parte II. Uma das razões foi devido aos comentários, prós e contras, que recebi em um grupo whatsapp de karaokê e porque, em certo momento, um dos membros interveio alegando que em grupo de karaokê não cabem comentários políticos.
Tive de responder: “…Também concordo que grupos de karaokê não foram criados para discussões políticas… Mas pela primeira vez o Brasil vive uma situação de grande perigo. Basta ver o que aconteceu recentemente na Argentina, Peru, Chile e Colômbia por omissão de seus cidadãos de bem nas últimas eleições deles. Tomados pela esquerda amargam perdas de patrimônios, valores morais e até religiosos… Ou seja, se a esquerda tomar o poder, nem os grupos de karaokê existirão mais. Não se poderá mais falar de políticas… mas também nem de karaokê!…
Os comentários relativos prosseguiram mais um pouco até que outro membro resolveu sair do grupo. Foi quando achei que deveria fazer o mesmo… mas deixando recado: “Ok! Como não quero que achem que sou desagregador, apesar de me considerar o contrário, sairei também. Mas reflitam bem, se quiserem continuar cantando!…”
E saí.
Logo após, recebi contatos de membros de lá para que retornasse ao grupo. Mas já tinha me decidido. Soube que, após minha saída, outros postaram opiniões a respeito. Plantei uma sementinha?!
De qualquer forma, gostei do ocorrido porque me deu a percepção de que poderia estar ocorrendo o mesmo em outros grupos, bem como a muitos brasileiros de modo geral.
Outra razão para trazer de volta o tema.
Pois é. A questão do cachorro foi apenas por ouvir falar. Não sei se é real. Mas como ilustração achei ótima por mostrar até que ponto se poderá chegar se a esquerda tomar o poder no Brasil.
Ou seja, é hora de pôr os pés no chão, de se preocupar com o futuro da própria Nação, do país que deixará a filhos e netos!
Até porque não se trata de disputa individual, entre Lula e Bolsonaro. A polarização é real e existe, mas entre esquerda e direita, como vem ocorrendo no mundo tendo como pivô a esquerdista Nova Ordem Mundial (NOM).
Como o principal alvo da NOM na América do Sul é o Brasil, para ela, Lula (Foro de São Paulo) não passa de um instrumento para tomada do poder, não apitará nada… e perderemos tudo, acho, se isso vir a ocorrer… inclusive o cachorro.
Ou seja, não se trata de gostar ou não de Bolsonaro, mas de impedir que essa esquerda tome o poder. Abster-se de votar, como toda a organização, via nossa mídia já quase toda tomada, busca incutir na cabeça dos que pensam assim… e dos indecisos, é repetir o que ocorreu com o Chile e Colômbia, recentemente.
Pense bem, pois. No mínimo, deixe seu cachorro fora dessa, né…!

Silvio Sano

- ARQUITETO, pela Univ. Mackenzie (1974), tendo como auge o projeto executivo da arquibancada superior do Estádio Santa Cruz (Recife), em 1981/82; ESCRITOR (sete livros, um dos quais: Corinthians, 100 Anos - Gols Ilustrados); COLUNISTA e CHARGISTA, desde 1996; JORNALISTA, com MTb desde 2012; e, COMPOSITOR (haicais e versões em português de músicas estrangeiras);
- conhece o Japão por quatro óticas diferentes (bolsista, 1975; lua-de-mel, 1980; Univ. Nagoya, 1985/87; e. decasségui, 1989/92);
- um dos administradores dos sites Nikkeyweb e Portal Oriente-se.
- Palestrante (tema atual: Konflitos Nikkeis, mesmo após mais de um século);
- tem páginas no Facebook, Twitter, Instagram e canal no Youtube
- email: silvio.sano@yahoo.com

1 Comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Concordo tudo que você relatou aqui, nos temos o dever de participar nas políticas pois você vive aqui e construiu uma família …também luto pois não quero deixar para meus filhos e netos um Brasil comunista….pois será o fim.e essa é a última chance para lutar pela nação chamada Brasil. A bandeira jamais será vermelha.

Assessoria Contábil

Assessoria Contábil

KARATÊ

Assessoria Contábil

Assessoria Contábil

KARATÊ