Cultura

Bunkyo Rural leva agricultores a conhecer o “Novo Rural”

Visita monitorada na Vinícola Goes. Foto: Luci Judice Yizima

Nos dias 15, 16 e 17 de setembro a Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Bunkyo com os apoios da Prefeitura da Estância Turística de São Roque, CAISP, Sindicato Rural de Ibiúna, CKC – Chuo Kaihatsu Corporation, UCES – União Cultural Sudoeste, Fundação Instituto Terras, Codeagro – Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios promoveram o Bunkyo Rural com o tema “Novo Rural”, no Centro Esportivo Kokushikan Daigaku, no bairro do Carmo em São Roque, interior paulista. Em sua 8ª edição, o tema “Novo Rural” ou uma visão sobre a “Agricultura Sustentável” é um assunto bastante atual, levou dezenas de agricultores e produtores ao auditório no Centro Esportivo Kokushikan Daigaku em busca de conhecer e debater soluções com especialistas, técnicos e autoridades. O objetivo foi aprofundar as discussões sobre as mudanças socioculturais e ambientais que afetam o sistema da produção e abastecimento agrícola no Brasil.

 

Prefeito Claudio Goes, Tomio Katsuragawa (Presidente da Comissão Bunkyo Rural), Harumi Harashiro Goya (Presidente do Bunkyo) e Francisco Graziano Neto (Ex-Secretário da Agricultura). Foto: Luci Judice Yizima

 

Em entrevista ao prefeito de São Roque, Claudio Góes destaca o “Novo Rural – Uma nova visão sobre a agricultura sustentável”, com foco na agroecologia realizada pelos pequenos produtores e agricultores familiares. “O evento potencializa a agroecologia, a sustentabilidade e o turismo rural”, afirma. “São Roque tem sua história e economia ligadas à agricultura e acultura da uva através dos tempos, italianos, portugueses e japoneses fizeram da cidade uma potência de turismo rural. De maneira discreta, a alcachofra tem surgido como uma grande alternativa, aliada ao cultivo de produtos orgânicos e também da hidroponia”, conclui o prefeito Góes.

 

Ikuko Suhara e Marcia Eiro expõe produtos da Associação dos Departamentos de Senhoras Cooperativistas – ADESC. Foto: Luci Judice Yizima

 

O Prefeito Claudio Góes acompanhado do  Deputado Federal, Vitor Lippi, esteve na solenidade oficial de abertura do 8º Bunkyo Rural, no Centro Esportivo Kokushikan Daigaki, no bairro do Carmo. Na ocasião, a Divisão de Desenvolvimento Rural de São Roque lançou o programa Patrulha Agrícola Municipal onde expôs frota de veículos que farão a patrulha nas propriedades rurais do município.

 

Exposição de produtos da Fundação Instituto Terras. Foto: Luci Judice Yizima

 

O ex-secretário estadual da Agricultura e Meio Ambiente, Francisco Graziano Neto explica como enfrentar o mundo do agronegócio de hoje. “Os pequenos agricultores em particular, eles estão buscando se encaixar nesse novo mundo, cheio de tanta tecnologia. Há uma expectativa e atenção para isso. Eventos como esse chama atenção para isso, como enfrentar o mundo de hoje, com técnicas modernas de cultivo, sem ameaçar o meio ambiente”, alerta Chico Graziano como é conhecido no setor.

 

Exposição de Equipamentos agrícola da Honda. Foto: Luci Judice Yizima

 

Durante o evento, executivos do Instituto Auá apresentou o trabalho no contexto do Arranjo Produtivo Sustentável na Rota do Cambuci, em que os pequenos produtores da região da Serra do Mar cultivam e armazenam o fruto, para venda na forma congelada e, mais recentemente, na forma de polpa beneficiada pelo Instituto. Com isso, explica-se o valor agregado das nativas, com impacto direto na economia local das comunidades produtoras, e sua relação com a paisagem da Mata Atlântica.

 

Vale do Ribeira marca presença no Bunkyo Rural. Foto: Luci Judice Yizima

 

Para o Instituto Auá, o lançamento da cultura do fruto do Cambuci reforça o conceito de um novo ecomercado, em que os aspectos ambientais e sociais são considerados centrais no processo produtivo, implicando na conservação dos recursos naturais com respeito aos limites do meio ambiente.

 

Equipamentos agrícola. Foto: Luci Judice Yizima

 

Para o produtor agrícola Minoru Sunairi, 76 anos de idade, mora em São Roque, ficou sabendo do evento através do cunhado que é agrônomo. “Eventos como esse deixa o pequeno produtor como eu atualizado”, afirma. “O Bunkyo está de parabéns! Eu achei as palestras de altíssimo nível, com linguagens esclarecedoras, dicas de agro turismo e assuntos que estão no nosso dia a dia, compartilhar desta experiência foi sem dúvida nenhuma muito produtivo e enriquecedor”, confessa Suniari.

 

“Vim em busca de novas técnicas” diz produtor Minoru Sunairi. Foto: Luci Judice Yizima

 

Outra que não quis perder a oportunidade de conhecer as novas tendências na agricultura sustentável foi a produtora, Nair Kosaka que mora em Cotia e produz ervas e temperos. “Vim por informações e as novas tendências para os orgânicos e o agro turismo”, diz. “Percebi a partir das palestras que não estou fazendo ou plantando correto. Foram muito enriquecedoras todas as palestras. O que mais eu gostei foi à qualidade e conteúdo das informações. Só lamentei a falta de divulgação do evento em redes sociais. Mas valeu Bunkyo, o ano que vem ficarei atenta às informações e espero poder participar”, contabiliza Kosaka.

 

Visita monitorada na Vinícola Goes. Foto: Luci Judice Yizima

 

O presidente da Comissão Bunkyo Rural, Tomio Katsuragawa e a presidente da Sociedade Brasileira de Cultura japonesa e de Assistência Social – Bunkyo, Harumi Harashiro Goya são unânimes em dizer, e destacam a importância do evento e contabilizam uma rica colheita de informações e técnicas. “O tema ‘Novo Rural’ – Uma Nova Visão sobre a Agricultura Sustentável’ promoveu discussões saudáveis e possibilidades de grandes produções. Aprofundando os conhecimentos na produção de alimentos orgânicos, através dos princípios da produção orgânica, certificação e protocolo de boas práticas ambientais, harmonizando a integração entre agricultores, técnicos, pesquisadores e autoridades no setor”, afirma.

 

Visita técnica no parreiral Goes. Foto: Luci Judice Yizima

 

Segundo Goya, o ponto alto do encontro foi às visitas monitoradas em campo, como a visita a Vinícola Góes (São Roque) e ao Sítio Orgânico Antonio Dias (Ibiúna) os participantes puderam vivenciar na prática a vida no campo. “A sociedade do século XXI consciente e preocupada com a preservação ambiental com a qualidade de vida das pessoas e suas famílias vieram ao Bunkyo Rural com o propósito de gerar o intercâmbio de ideias inovadoras e conhecimentos técnicos entre produtores, profissionais, pesquisadores, estudantes, empresários e fornecedores relacionados à área rural, proporcionando a integração entre eles”, define a presidente do Bunkyo

 

 

MASSAGEM ASIÁTICA

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

Arena Radical

MASSAGEM ASIÁTICA

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

Arena Radical

%d blogueiros gostam disto: