Colunas Krônicas

KRÔNICA: Bonenkai… bonenkai… kouhaku!!

Bonenkai... bonenkai... kouhaku!! (Ilustração: Alex Endo)

Pois é… Nas comunidades nipo-brasileiras… corrigindo, em todas as comunidades nikkeis do mundo… ou melhor, mesmo no Japão… não!, na verdade… em todos os países do mundo, independentemente de etnia, esta é a época dos bonenkais!

Lógico que para o bom entendimento desse confuso parágrafo inicial preciso começar pelo significado do termo. Né, não?!

O problema é que nem pela tradução literal posso começar. Explico. O “bo” significa esquecer; o “nen”, ano; e, o “kai”, reunião… ou, “Reunião para esquecer o ano”?. Hum! Para piorar, devido à leitura múltipla dos caracteres japoneses dos kanjis, acabei descobrindo um “bo” escrito com outro, cujo significado é: esperança. “Reunião por um ano de esperança”?.

Sei lá! E sei menos ainda de como e quando entrou em minha cabeça o significado real, que é o da simples “confraternização de final de ano”, razão de, lógico, ocorrer no mundo inteiro independentemente de etnias, religiões e até mesmo… classes sociais.

Tá! O rodeio todo foi para esclarecer o termo, mas porque replicá-lo?

É que, teoricamente, um bonenkai bastaria!, mas não a quem tem tantos círculos de amigos e atividades. Por isso… Bonenkai… bonenkai… kouhaku!, Ops?… Kouhaku?!

Ok. Vamos à esta explicação também. Nesse caso, é porque a razão dos vários círculos de amigos advém do boom karaokê no meio da comunidade que fez com que todas as associações o adotasse. Daí, com os concursos relativos a feitura de novos amigos foi apenas consequência e os convites para participar de seus bonenkais, idem.

E o Kouhaku com isso? Ah… sim! Neste caso a tradução literal ajuda. Antes, completo o nome que o justifica: Kouhaku Utagassen. Ou, Kou=vermelho, haku=branco, Uta=música e gassen=batalha. Batalha musical entre equipe vermelha e branca, sendo a vermelha composta por cantoras e a branca, por cantores que, como o bonenkai, acaba também sendo mais uma forma de confraternização de final de ano. E muitas associações o realizam.

Por isso, de minha parte, desejo aqui um Feliz… feliz Natal e Shinnen Omedetou… omedetou para Todos!!

 

Silvio Sano

- ARQUITETO, pela Univ. Mackenzie (1974), tendo como auge o projeto executivo da arquibancada superior do Estádio Santa Cruz (Recife), em 1981/82; ESCRITOR (sete livros, um dos quais: Corinthians, 100 Anos - Gols Ilustrados); COLUNISTA e CHARGISTA, desde 1996; JORNALISTA, com MTb desde 2012; e, COMPOSITOR (haicais e versões em português de músicas estrangeiras);
- conhece o Japão por quatro óticas diferentes (bolsista, 1975; lua-de-mel, 1980; Univ. Nagoya, 1985/87; e. decasségui, 1989/92);
- um dos administradores dos sites Nikkeyweb e Portal Oriente-se.
- Palestrante (tema atual: Konflitos Nikkeis, mesmo após mais de um século);
- tem páginas no Facebook, Twitter, Instagram e canal no Youtube
- email: silvio.sano@yahoo.com

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Exposição: A ARTE DE YOSHINO MABE

Exposição: WAKABAYASHI

Assessoria Contábil

KARATÊ

Exposição: A ARTE DE YOSHINO MABE

Exposição: WAKABAYASHI

Assessoria Contábil

KARATÊ