Acontece Cultura Musica

Vitoru Kinjo lança single “Flores para o Coração” em show gratuito no Itaú Cultural

A banda é formada por Eduardo Colombo (voz e percussões), Guilherme Kafé (violão e voz), João Antunes (baixo), Moita Mattos (guitarra), Fernando Sagawa (sopros), Ariel Coelho (percussões) e Ivan Banho (bateria). Foto Divulgação (Créditos: Gal Oppido)

Em performance musical, o cantor narra a identidade, diversidade e natureza no século XXI, numa defesa do afeto e da consciência como ações políticas do presente

 

No dia 14 de março, quinta-feira, o cantor, compositor e cientista social Vitoru Kinjo realiza o show de lançamento do single “Flores para o Coração” no Itaú Cultural, em São Paulo. Com apoio da Fundação Japão e direção cênica de Maria Eugênia Almeida, o espetáculo apresenta faixas de seu primeiro disco “KINJO” (Matraca Records/YB Music, 2017), além de interpretações de Dorival Caymmi, Caetano Veloso e Mercedes Sosa.

A banda é formada por Eduardo Colombo (voz e percussões), Guilherme Kafé (violão e voz), João Antunes (baixo), Moita Mattos (guitarra), Fernando Sagawa (sopros), Ariel Coelho (percussões) e Ivan Banho (bateria).

Para Maria Eugênia Almeida, diretora cênica do show, “o espetáculo leva ao palco música, performatividade, iluminação, figurinos e cenário para encantar públicos de todas as idades, com festa, dança e a força poética característica de KINJO. Unindo ancestralidade e contemporaneidade, o show é um convite a revisitarmos nosso passado comum e, quem sabe, vislumbrarmos lampejos de um futuro em consonância”.

 

A estreia do show marca o lançamento do single “Flores para o Coração”, versão brasileira da canção “Hana”. Foto Divulgação (Créditos: Gal Oppido)

 

 

Flores para o Coração é sobre os rios, flores e mortes que correm dentro de nós. Foto Divulgação (Créditos: Gal Oppido)

Flores para o Coração

A estreia do show marca o lançamento do single “Flores para o Coração”, versão brasileira da canção “Hana”, para a qual Kinjo fez uma tradução poética do japonês inspirada no contexto contemporâneo do Brasil e do mundo. A música original é um dos maiores sucessos do compositor okinawano Shoukichi Kina, um grande pacifista e ativista pelo fim das bases militares norte-americanas em Okinawa.

Com produção musical de João Antunes, Ivan Banho e Ivan Gomes, apoio da Fundação Japão de São Paulo e lançamento pela YB Music/Matraca Records, a canção ganha agora sua primeira versão em português e uma versão brasileira em japonês, com viola caipira (João Antunes), sopros (Fernando Sagawa e Marina Beraldo Bastos), percussões (Ivan Banho) e vozes (Vitoru Kinjo e Eduardo Colombo).

“Flores para o Coração é sobre os rios, flores e mortes que correm dentro de nós. É sobre como nossas emoções se movem em tempos de injustiça e dor. É um convite para reconhecermos nossas águas interiores, nossa identidade transcultural. E cuidarmos das águas externas, rios, florestas e cidades, em busca de um mundo em paz”, revela Kinjo.

 

 

 

Confira o clipe de “O Caos e Flor”, filmado na ilha de Zamami, em Okinawa

 

Vitoru Kinjo

Victor Uehara Kanashiro nasceu em São Paulo, em 1984. Neto de imigrantes okinawanos (uchinanchu), começou a cantar na infância música japonesa. Iniciado no piano aos 7 anos e no violão aos 12, cresceu ouvindo a música brasileira, europeia, norte-americana e latina da vitrola de seu pai, e a música pop da década de 90.

Na juventude, graduou-se em Economia na Universidade de São Paulo (2007) e em Ciências Sociais na PUC-SP (2007). Nessa época, enquanto tocava em festas e festivais universitários, aprofundou seus estudos de piano com Beba Zanettini e compôs suas primeiras canções.

O cantor é mestre em Sociologia (2010) e doutor em Ciências Sociais pela Unicamp, onde defendeu a tese “Cantos da Memória Diaspórica: representações, (des)identificações e performances de Mishima a Okinawa” em 2015.

 

Assista a performance da canção Permissão, em show no SESC Santos::

 

Também estudou canto, dança e teatro com Maud Robart (Haiti/França), Yoshito Ohno (Kazuo Ohno Dance Studio/Japão) e Thomas Richards (Workcenter of Jerzy Grotowski and Thomas Richards/Itália). Em 2015, fundou a SAMAUMA Residência Artística Rural, na Serra do Mar (Mogi das Cruzes-SP), e em 2017 lançou seu primeiro disco, KINJO, pelo selo Matraca/YB Music.

Apresentou-se como artista e pesquisador em universidades e centro culturais de todo o Brasil, além de Holanda, Espanha, Itália, França, Japão e EUA. Em 2018, integrou a Delegação Uchinanchu no Fórum da ONU para Questões Indígenas, em Nova York. Indicado como Melhor Cantor ao Prêmio da Música Brasileira 2018 (Categoria Regional), seu sonho é atravessar de barco todo o percurso do rio Tîetê.

Seu primeiro disco, “KINJO”, foi descrito como “um novo olhar para a música brasileira” (Revista Arte Brasileira), e eleito o 20º melhor do ano na lista dos “100 Melhores Discos da Música Brasileira em 2017”, pelo site Embrulhador. A canção “Sistema Solar” ficou na 12º posição entre as “100 Melhores Canções do Ano”.

“KINJO é movido por uma utopia musical e sociopessoal na busca de um bem viver comum. Ele parte da imaginação sobre nossas raízes, sempre transculturais, mas ligadas ao presente e ao passado do mundo e da terra, para uma música que seja ao mesmo tempo antropofagicamente ancestral e contemporânea. Somos todos irmãos, há dez mil anos atrás”, diz Vitoru Kinjo.

Entre 2017 e 2018, com sua banda, circulou em diversos espaços em São Paulo como Instituto Brincante, Teatro do Centro da Terra, Fundação Ema Klabin, Al Janiah, Teatro da Rotina, SESC Bauru, SESC São José dos Campos, SESC Santos, SESC Registro, SESI São José dos Campos, Virada Cultural Paulista, além de apresentações em Salvador (Fórum Social Mundial), Brasília (Fórum Alternativo Mundial da Água) e Japão (World Uchinanchu Festival).

 

A música original é um dos maiores sucessos do compositor okinawano Shoukichi Kina, um grande pacifista e ativista pelo fim das bases militares norte-americanas em Okinawa. Foto Divulgação (Créditos: Gal Oppido)

 

 

KINJO – Lançamento do single “Flores para o Coração”

Data: quinta-feira, 14/03/2019

Horário: 20h

Local: Itaú Cultural / Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 254 lugares

Endereço: Avenida Paulista, 149, São Paulo/SP. CEP: 01311-000 [Estação Brigadeiro do metrô]

Entrada gratuita (Distribuição de ingressos: público preferencial: duas horas antes do espetáculo | com direito a um acompanhante, público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa)

Classificação: Livre

 

APOIO

Fundação Japão

Samaúma

Estúdio Lebuá

Matraca

YB

Instituto Brincante

 

Mais informações: www.kinjo.com.br

Facebook: www.facebook.com.br/vitorukinjo

Instagram: www.instagram.com/vitorukinjo

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCWrw3ggBu56X1bT8-paJZgw/featured

Spotify: https://open.spotify.com/album/3ixYAU5glcjnImZzbBXH8o

iTunes: https://itunes.apple.com/br/album/kinjo/id1240451212?l=en           

 

 

MASSAGEM ASIÁTICA

United Airlines – ANA – Ganhe Milhas

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

MASSAGEM ASIÁTICA

United Airlines – ANA – Ganhe Milhas

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

%d blogueiros gostam disto: