Acontece Cultura Exposição

“A Festa das Estações” é tema da XI Oshibana Art

Monte Fuji. Divulgação

A 11ª Exposição de Oshibana Art traz o Monte Fuji na “Festa das Estações” como tema,  acontece de 10 a 19 de novembro, das 10h às 19h, no Salão Nobre da Catedral Nossa Senhora do Líbano, localizada na Rua Tamandaré, 355 – No bairro da Liberdade, no centro da capital paulista. A mostra reúne cerca de 300 telas, sendo 32 obras para o Concurso de Oshibana Art, 250 cartões postais produzidos por crianças de 6 anos e adultos de até 86 anos de idade. Como toda arte se usa a Simplicidade, a Delicadeza, a Sutileza dos detalhes e do processo produtivo aliado à técnica apurada, com  Oshibana Art, não é diferente. Criar imagens através de petalas de flores, fazer detalhes através de galhos, legumes, verduras e cascas de frutas é sem dúvida nenhuma usar beleza da natureza que provoca encantamento em quem assiste, aprecia e, em muitos casos, atração irresistível.

 

Monte Fuji. Divulgação

 

A curadora da mostra, professora Miriam Tatsumi revela a importância da exposição. “Para essa edição, a mostra tem como objetivo homenagear o símbolo do Japão, o Monte Fuji”, diz. “A exposição reverencia também as diversas imagens de seu entorno ou de onde ele pode ser visto durante as quatro estações climáticas do ano, tudo colorido e desenhado através dos vegetais”, destaca a sensei Tatsumi.

O visitante também poderão apreciar os cartões postais, produzidos pelos alunos de 6 a 86 anos de idade. Na técnica Oshibana, utiliza-se pedaços de plantas desidratadas como pétalas de cacto orquídea, girassol, leiteiro vermelho, cabelo de milho, alface roxa, pétalas de rosa, vegetais em geral.

 

Monte Fuji. Divulgação

 

Além dos quadros, haverão outros itens decorados com Oshibana. São centenas de bijuterias em madre pérola, porta joias, caixas de chá, caixas de vinho, cartões postais, velas, marcadores de páginas e luminárias. Nesta edição quem quiser aprender Oshibana Art terá oportunidade de participar de workshop com valores de R$ 20,00 a R$ 30,00 por pessoa. A entrada para a exposição é gratuita.

 

Monte Fuji. Divulgação

 

Sobre Oshibana

A técnica consiste em utilizar flores, folhas, galhos, frutas, verduras desidratadas naturalmente e transformá-las em obras de arte e outros objetos decorativos. A palavra Oshibana significa flores prensadas. Os primeiros relatos da técnica são do XVI na Europa, quando botânicos italianos trocavam correspondências contendo ervas medicinais desidratadas. Obras de arte com flores secas são datadas do XVII na Inglaterra. A princesa Grace Kelly foi apreciava a técnica. Atualmente, estima-se que arte Oshibana exista em mais 10 países, especialmente no Japão. Os japoneses aprimoraram a técnica por um método a vácuo, o mesmo utilizado no Brasil. É esse método que isenta as flores de umidades e fungos, preservando as características das flores por muitos anos. No Brasil, Oshibana passou a ser difundida a partir de 2004 por intermédio de Mirian Tatsumi.

 

Sobre a curadora Mirian Tatsumi

Mirian Tatsumi é paulistana, mestra em Oshibana formada no Japão. É fundadora da Escola Oshibana Art, localizada no bairro da Liberdade, é pioneira na difusão da técnica no Brasil. Estudou a arte no Japão em 1996 e iniciou seus trabalhos no Brasil em 2004. Atualmente dá cursos há 90 artesãos. Em sua trajetória, Mirian acumula mais de 17 anos de pesquisa e dedicação a Oshibana. Suas telas já foram premiadas no Brasil e exterior.

 

Serviço

11ª Exposição de Oshibana Art

Onde: Salão Nobre da Catedral Nossa Senhora do Líbano – Rua Tamandaré, 355 – Liberdade – São Paulo – SP

Quando: 10 à 19 de Novembro

Horário: das 10h às 19hs

Informações: (11) 3207-0811

MASSAGEM ASIÁTICA

United Airlines – ANA – Ganhe Milhas

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

MASSAGEM ASIÁTICA

United Airlines – ANA – Ganhe Milhas

Tradutor Juramentado

Assessoria Contábil

KARATÊ

%d blogueiros gostam disto: