Colunas Krônicas

FA… FAAA… FACHIN!! Saúde?!!

Há 25 anos que escrevo artigos e, por isso, nesse interim, a respectiva seção já recebeu títulos diferentes. Nipônica, foi o primeiro, idealizado por Ernesto Yoshida, redator-chefe do São Paulo Shimbun, na época, quando comecei. Depois veio O Meio Faz o Homem, que até adotei como título de minha primeira antologia. E por fim, Krônica, devido ao meu último livro, como marketing… rs.
Nipônica, devido ao conteúdo baseado nas associações de posturas cidadãs, de lá e cá, que fazia; O Meio Faz o Homem, por consequência, porque os diferenciais dessas posturas eram muito devido ao meio que viviam.
Até sair da linha e partir também para conteúdos específicos, relacionados ao nosso país e ao mundo. Econômicos, políticos, culturais, artísticos, esportivos… o que chamasse a atenção no momento. Por isso, até seção de charges tive, a qual dei o título Flagrante, mantendo mesma linha crítica dos artigos, buscando contemplar a tudo e a todos. Bem como uma de tiras, com igual teor.
Por isso, sempre atento aos fatos para contextualizá-los tanto nos artigos quanto nas charges ou tiras, ao longo desses 25 anos, nada mais me surpreenderia, hoje. Ou… não?
Por exemplo, o caso Fachin do momento.
Ainda mais para mim que desde 2005, neste espaço, publicamente, tenho ficado na cola de #Lula e, bem como depois, recentemente (Lava Jato), via karaokê, tenho cantado eu próprio, clamando pela prisão do ex-presid… iário, de maneira explícita.
E mais, vendo que, mesmo com todas as evidências, os atuais ministros do STF não escondem seus verdadeiros sentimentos, quando deveriam mostrar seus… ops!… verdadeiros papéis de magistrados, que são (ops?), até já os inclui naquela minha historinha de que… “Quando era criança, achava que padre não pecava, etc.”
Para ver como sou antigo e, portanto, “vacinado” para ser surpreendido, a imagem desta Krônica é de um cartum que desenhei há cerca de 40 anos. Na original os agressores não tinham essas togas, digo… capas pretas. Acrescentei-as apenas para mostrar que nada mudou a não ser por algum simples detalhe.
Saúde, Brasil!!

Silvio Sano

- ARQUITETO, pela Univ. Mackenzie (1974), tendo como auge o projeto executivo da arquibancada superior do Estádio Santa Cruz (Recife), em 1981/82; ESCRITOR (sete livros, um dos quais: Corinthians, 100 Anos - Gols Ilustrados); COLUNISTA e CHARGISTA, desde 1996; JORNALISTA, com MTb desde 2012; e, COMPOSITOR (haicais e versões em português de músicas estrangeiras);
- conhece o Japão por quatro óticas diferentes (bolsista, 1975; lua-de-mel, 1980; Univ. Nagoya, 1985/87; e. decasségui, 1989/92);
- um dos administradores dos sites Nikkeyweb e Portal Oriente-se.
- Palestrante (tema atual: Konflitos Nikkeis, mesmo após mais de um século);
- tem páginas no Facebook, Twitter, Instagram e canal no Youtube
- email: silvio.sano@yahoo.com

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Exposição: A ARTE DE YOSHINO MABE

Exposição: WAKABAYASHI

Assessoria Contábil

KARATÊ

Exposição: A ARTE DE YOSHINO MABE

Exposição: WAKABAYASHI

Assessoria Contábil

KARATÊ