Colunas Krônicas

KRÔNICAS: Konfrontos & Konflitos, mesmo 110 Anos depois!

Konfrontos & Konflitos, mesmo 110 Anos depois! (Foto: Erick Ciqueira)

Na semana passada, fui convidado pelo Instituto Cultural Brasil Japão (ICBJ), Bunkyô do Rio de Janeiro, a dar uma palestra abordando imigração japonesa no Brasil, com atenção aos atuais descendentes e suas posturas em relação à comunidade.

Sorte minha porque já tinha engatilhado palestras exatamente com esse teor, até devido ao meu recém lançado livro, Kontos, Krônicas & Kanções. Pelo título dado a ela, igual ao desta Nipônica, dá para perceber a associação. Né, não?!

Aliás, Confrontos & Conflitos é também o título de minha antologia publicada em 2005. Ou seja, já de algum tempo que esse tema vem amadurecendo em minha cabeça. E sorte minha, outra vez, porque até pude trocar os Cs pelos Ks para configurar bem essa intenção.

Como o Bunkyô-Rio (ICBJ) se localiza a 300 metros do aeroporto Santos Dumont, cheguei às 15h30 no aeroporto e a palestra se iniciaria às 18h00, o diretor cultural David Leal, que me indicou e me recebeu, sugeriu-me para irmos nos “refrescar” (chopinho?) um pouco na Cinelândia, também muito pertinho de lá. Aceitei.

Até aí tudo bem. Iniciamos a palestra. De praxe, o mestre de cerimônia, Douglas de Almeida, apresentou-me ao público e a comecei. Até os primeiros quinze minutos tudo normal para mim. A partir daí, achei que minha voz estava estranha e isso começou a me preocupar. Temi que percebessem isso.

Mas desenvolvi a palestra como gosto, de inteiração com o público, se possível, o tempo todo e não como alguns palestrantes fazem, abrindo a perguntas só após encerradas suas explanações. Percebi que havia reciprocidade, mas aquilo não me saía da cabeça… ou da garganta… e do ouvido que parecia querer estourar.

Depois, falaram-me que minha voz estava normal e o efeito “vácuo” no ouvido poderia ter sido devido ao voo de avião. Verdade… rs.

Como ao fim da palestra recebi muitos cumprimentos e, principalmente, compraram o livro… rs, acho que foi só impressão minha mesmo… até porque boa repercussão continuou e continua nas redes sociais.

Arigatou, ICBJ, Bunkyô do Rio de Janeiro!!

 

 

Silvio Sano

- ARQUITETO, pela Univ. Mackenzie (1974), tendo como auge o projeto executivo da arquibancada superior do Estádio Santa Cruz (Recife), em 1981/82; ESCRITOR (sete livros, um dos quais: Corinthians, 100 Anos - Gols Ilustrados); COLUNISTA e CHARGISTA, desde 1996; JORNALISTA, com MTb desde 2012; e, COMPOSITOR (haicais e versões em português de músicas estrangeiras);
- conhece o Japão por quatro óticas diferentes (bolsista, 1975; lua-de-mel, 1980; Univ. Nagoya, 1985/87; e. decasségui, 1989/92);
- um dos administradores dos sites Nikkeyweb e Portal Oriente-se.
- Palestrante (tema atual: Konflitos Nikkeis, mesmo após mais de um século);
- tem páginas no Facebook, Twitter, Instagram e canal no Youtube
- email: silvio.sano@yahoo.com

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Exposição: A ARTE DE YOSHINO MABE

Exposição: WAKABAYASHI

Assessoria Contábil

KARATÊ

Exposição: A ARTE DE YOSHINO MABE

Exposição: WAKABAYASHI

Assessoria Contábil

KARATÊ