Colunas Krônicas

KRÔNICAS: Museu Nacional… o Brasil que EU não quero!

O título acima é meu, acho, mas não o teor, que é a somatória de indignações que li, ouvi e vi nos noticiários e redes sociais a respeito desse trágico acontecimento, não apenas à nossa História, mas principalmente à consolidação daquele perfil do nosso “povinho”, conforme aquela piada, antiquíssima também, do que Deus colocaria neste país para compensar as benesses da Natureza com que o acabara de contemplar.

Também contribui com as indignações acima e que aos poucos foi me formando esse título até porque no momento que lia algumas delas, logo após o ocorrido, vi um vídeo que mostrava um ônibus de turismo, em plena avenida movimentada do Rio de Janeiro, em pleno dia e em movimento, tendo as portas do maleiro abertas por bandidos que iam roubando as malas dos turistas.

Indignado, de imediato, escrevi em minha #PerguntaQueNãoQuerSeCalar: Alguém está vendo alguma diferença entre o incêndio no #MuseuNacional do Rio de Janeiro… e isso aí?

Pois é, foi uma reação de momento. Agora, mais calmo (?!), e refletindo com meus botões, discorro sobre as razões desta Nipônica.

E começo por associação de instituições, como o nosso Museu do Ipiranga, interditado por risco de desabamento do teto desde 2013… há cinco anos!! Segundo li, nem começou ainda essa reforma e a previsão, atual, é para encerramento só em 2022, para quando completarmos duzentos anos de nossa independência. Uau! Bastante significativo!

A propósito, o recém-incendiado do Rio completou duzentos anos de fundação neste ano.

Alguém, a não ser quem abriu seu site, ficou sabendo disso? Clique aqui  e aproveite para ver o vídeo deles nessa mesma página… para se indignar de novo!

Meu espaço é curto, mas dentro do contexto da Nipônica, só para mostrar o Brasil que eu quero, saiba que o país sério EUA, em plena Segunda Guerra, nos ataques aéreos que fazia ao, também sério Japão, evitava soltar bombas contra Kioto e Nara, já considerados patrimônios universais, verdadeiras cidades museus… milenares.

ET: Em 2004, através de laudos técnicos, o Museu Nacional já fora alertado do risco iminente de incêndio.

Silvio Sano

- ARQUITETO, pela Univ. Mackenzie (1974), tendo como auge o projeto executivo da arquibancada superior do Estádio Santa Cruz (Recife), em 1981/82; ESCRITOR (sete livros, um dos quais: Corinthians, 100 Anos - Gols Ilustrados); COLUNISTA e CHARGISTA, desde 1996; JORNALISTA, com MTb desde 2012; e, COMPOSITOR (haicais e versões em português de músicas estrangeiras);
- conhece o Japão por quatro óticas diferentes (bolsista, 1975; lua-de-mel, 1980; Univ. Nagoya, 1985/87; e. decasségui, 1989/92);
- um dos administradores dos sites Nikkeyweb e Portal Oriente-se.
- Palestrante (tema atual: Konflitos Nikkeis, mesmo após mais de um século);
- tem páginas no Facebook, Twitter, Instagram e canal no Youtube
- email: silvio.sano@yahoo.com

1 Comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Exposição: A ARTE DE YOSHINO MABE

Exposição: WAKABAYASHI

Assessoria Contábil

KARATÊ

Exposição: A ARTE DE YOSHINO MABE

Exposição: WAKABAYASHI

Assessoria Contábil

KARATÊ